CRIME – Garoto de programa acusa agenciador de modelos de executor de universitária em Extrema

larissa-morte-guiabrasilnet

O garoto de programa Valdeir Bispo dos Santos, conhecido como Henrique, prestou depoimento nesta terça-feira negando a acusação de que tenha sido o autor da morte da universitária Larissa Gonçalves de Souza, de 21 anos, em Extrema, no Sul de Minas. Preso desde o último sábado, Valdeir disse que a pessoa que, de fato, quem matou a universitária foi o comerciante e agenciador de modelos José Roberto dos Santos Freire. Segundo Valdeir, Freire usou um peso de ginástica, do tipo haltere, de cinco quilos, para golpeá-la até a morte.

O caso revoltou os moradores da cidade, na Região Sul de Minas Gerais, que protestaram nas ruas, pedindo por Justiça, e invadiram, depredaram e incendiaram a loja de José Roberto. Logo após a prisão, os policiais civis mineiros seguiram com Valdeir para a Delegacia de Cambuí, na mesma região, por medida de segurança, onde puderam interrogá-lo sem o risco de ocorrência de manifestações populares de repúdio por parte de moradores de Extrema.

Em seu depoimento, na semana passada, José Roberto havia indicado Valdeir como o executor de Larissa. Preso desde a semana passada, o comerciante e agenciador de modelos teria dito ainda que mantinha uma relação homoafetiva com o modelo Lucas Rodrigo Gamero, namorado de Larissa, e que teria inclusive sido o próprio Lucas, o mentor do crime, para evitar que a estudante tornasse pública a existência de tal relação. O modelo também foi preso na última semana.

Nesta terça-feira, foi realizada a acareação entre os quatro envolvidos, visando esclarecer os diversos pontos contraditórios existentes no inquérito. Além dos três homens, a enfermeira Rosiane Rosa da Silva, conhecida como Rosa, foi presa em São Paulo, nessa segunda-feira, pela equipe de policiais civis de Extrema, comandada pelo delegado Valdemar Lídio Gomes Pinto.

Valdeir e Rosiane tinham mandados de prisão temporária já expedidos pela Justiça, com base nos levantamentos da Polícia Civil, que apontava o garoto de programa como envolvido diretamente no sequestro, morte e ocultação do cadáver de Larissa, ocorridos no dia 23 de outubro. A enfermeira teria agido como coautora.

Última dos suspeitos a ser presa, a enfermeira Rosiane é ex-moradora de Extrema e ultimamente estava vivendo em São Paulo. Apontada como coautora do assassinato da estudante universitária, ela já conhecia José Roberto e, segundo o levantamento dos policiais civis, mantinha uma relação de amizade com o agenciador. Rosiane prestou depoimento na tarde de hoje e se limitou a dizer que não teve participação no crime. Os quatro suspeitos serão encaminhados ao Presídio de Pouso Alegre, onde ficarão à disposição da Justiça.

Compartilhe

Copyright © Guia BrasilNet - Guia BrasilNet trás Busca,Empresas,Serviços, Notícias, Humor, Dicas, Promoções, Oportunidades e Negócios de Minas Gerais