É BEM PARECIDO – Fotógrafo foi agredido em manifestação por ser parecido com Lula

FOTOGRAFO

Após ter seu fotógrafo Beto Novaes agredido durante manifestação por ser fisicamente semelhante ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o jornal Estado de Minas publicou nota de repúdio na qual o profissional conta sua versão dos fatos.

“Escalado para cobrir a manifestação, cheguei à Praça da Liberdade e comecei a cobertura fotográfica. Por causa da semelhança com o ex-presidente Lula, sempre passava alguém e brincava com isso. Alguns falavam para eu abrir o olho, pois ali não era o meu lugar, enquanto outros pediam para tirar fotos comigo. Foi nisso que uma senhora de Brasília, que estava na manifestação, pediu para ser fotografada ao meu lado”, conta ele.

De acordo com o fotógrafo, até esse momento as coisas corriam normalmente. Mas o pedido de foto vindo da senhora de Brasília desencadeou o ódio de um grupo de jovens que estavam no local, conforme conta o próprio Beto Novaes.

“De repente, apareceram quatro ou cinco rapazes e falaram que estava fantasiado de Lula. Mostrei meu crachá e me identifiquei, mas eles me empurraram e um deles me deu um chute nas costas, me mandando sair dali. Voltei para o carro de reportagem e em seguida fui para a Avenida Afonso Pena, onde continuei cobrindo a manifestação, mas de longe, me resguardando de novas agressões”, afirmou Beto Novaes.

O jornal ressaltou que repudia a ação dos manifestantes e que mantém sua postura de que o “direito de informar, sem qualquer tipo de cerceamento ou intimidação, é prerrogativa da liberdade de expressão”. Nenhuma pessoa foi identificada ou punida por conta da agressão ao fotógrafo.

YAHOO.

Compartilhe

Copyright © Guia BrasilNet - Guia BrasilNet trás Busca,Empresas,Serviços, Notícias, Humor, Dicas, Promoções, Oportunidades e Negócios de Minas Gerais