FÉ – Celebração por 110 anos de morte de Padre Victor movimenta Três Pontas

Mais de 30 mil pessoas devem visitar Três Pontas (MG), nesta quarta-feira (23), data em que devotos lembram os 110 anos de morte de Padre Victor. E para atender à demanda de velas, a dona de uma fábrica instalada há 25 anos no município e que leva o nome do religioso, espera que as vendas aumentem.

Expectativa é que as vendas das velas que levam a imagem de Padre Victor seja ainda maior do que em 2014. (Foto: Maria dos Anjos Lopes)Expectativa é que as vendas das velas que levam a
imagem de Padre Victor seja ainda maior do que
em 2014. (Foto: Maria dos Anjos Lopes)

“Temos uma clientela fiel, e sabemos que a crise financeira atrapalha um pouco, mas mesmo assim esperamos que as vendas sejam melhores que as do último ano, porque desde que a beatificação foi anunciada, o número de pedidos por velas com a imagem do padre, aumentou”, conta a empresária Maria dos Anjos Lopes.

O estoque foi reforçado e até um ponto de vendas no centro da cidade será montado para atender a procura das pessoas que prestam homenagem ao padre por graças atendidas. “Recebemos diversos pedidos e um dos mais marcantes foi o de um senhor que pronunciou o nome do padre durante um acidente de trânsito e que acabou recebendo o milagre de continuar estar vivo. Para ele, fizemos uma direção de cera com pavil”, disse a empresária.

Impacto na cidade
De acordo com a Associação Comercial e Agroindustrial de Três Pontas (ACAITP), a cidade está se preparando para receber os milhares de fiéis que devem visitar o memorial do Padre Victor nesta semana. A rede hoteleira já comunicou que os 400 leitos já estão ocupados e a expectativa é que as celebrações movimentem ainda mais a economia local.

A cidade que possui pouco mais de 53 mil habitantes não possui restaurantes suficientes para receber todos os peregrinos que visitarão Três Pontas (MG), por isso a Associação Comercial montou uma praça de alimentação no local.

“Montamos uma estrutura completa para atender os romeiros. Realizamos um treinamento de boas práticas e manipulação de alimentos para os donos de restaurantes e lanchonetes. Na praça de alimentação, foi montado um caixa único com preços que variam de R$ 1 a R$ 10 e as fichas podem ser usadas em todas as barracas”, explica o presidente da associação, Michel Renan Simão Castro.

Segundo pesquisa feita pela ACAITP, são arrecadados anualmente com a exploração do comércio religioso, cerca de R$ 5 milhões. Número que deve crescer nos próximos anos.

padrevictor1_1.jpg_guiaminas

“Aos poucos estamos aperfeiçoando a forma de recepcionar o visitante aqui no município. Sabemos que Três Pontas tem um potencial imenso para trabalhar com o turismo e comércio religioso. Por isso, estamos empenhados em receber bem o visitante neste mês, mas queremos que as visitas aconteçam durante todo o ano”, conclui o presidente.

Estudos realizados na cidade apontam que o turismo religioso pode se transformar na maior fonte de arrecadação do município, que anualmente, movimenta cerca de R$ 5 milhões.

“Hoje, nossa economia é bastante equilibrada, se baseia na prestação de serviços, comércio, indústria e agronegócios. Há 15 anos, o café era o maior empregador da cidade dando oportunidade para cerca de 50% das pessoas ativas no município. Atualmente, a produção do café emprega cerca de 12%. Mas a expectativa é que o turismo religioso, com a beatificação de Padre Victor, se torne o principal empregador na cidade e arredores”, explica Michel.

A Prefeitura Municipal de Três Pontas decretou ponto facultativo nesta quarta-feira.

Padre Victor
Francisco de Paula Victor nasceu em Campanha (MG), no dia 12 de abril de 1827, e foi batizado em 20 de abril do mesmo ano pelo padre Antônio Manoel Teixeira. Era filho da escrava Lourença Maria de Jesus. Dom Antônio Ferreira Viçoso, bispo de Mariana (MG), visitou Campanha em 1848. Victor, então alfaiate, procurou dom Viçoso e disse que tinha o desejo de ser padre. Com isso, ele entrou para o seminário de Mariana, onde foi aceito em 05 de junho de 1849.

Mudou-se para Três Pontas em 14 de junho de 1852, como vigário encomendado e paroquiou na cidade por 53 anos. Era conhecido por sempre visitar doentes, amparar os inválidos e atender a população em suas necessidades. Além disso, fundou a escola “Sagrada Família”.

Victor faleceu no dia 23 de setembro de 1905. A notícia abalou a cidade e toda a região, que já o venerava. Após sua morte, ele ficou insepulto por três dias e o corpo do padre exalava perfume, segundo relatam. Ele foi enterrado na Igreja Matriz da cidade, que também foi construída por Padre Victor. Desde então, muitas pessoas declaram que o religioso intercedeu para que alcançassem seus pedidos e graças.

Papa assina decreto que dá título de "Venerável" a Padre Victor (Foto: Reprodução EPTV)Papa assina decreto que dá título de “Venerável” a
Padre Victor (Foto: Reprodução EPTV)

Beatificação
A Diocese de Campanha (MG) anunciou o local onde irá acontecer a missa de beatificação de Padre Victor no dia 14 de novembro em Três Pontas (MG). A cerimônia vai acontecer no Campo de Aviação, em Três Pontas. Segundo a prefeitura, a área tem capacidade para 100 mil pessoas.

A beatificação será presidida pelo cardeal Ângelo Amato, responsável pela congressão da causa dos santos. A prefeitura de Três Pontas também decretou ponto facultativo para as repartições públicas nesse dia.

A data de beatificação foi marcada depois que o Vaticano reconheceu em junho deste ano um milagre atribuído à intercessão do Venerável. O pedido foi feito pela professora Maria Isabel de Figueiredo, que não podia engravidar. Foram dois anos de tratamentos e muitas desilusões, até que ela pediu ajuda a Padre Victor durante uma novena em 2009. Um ano depois, a professora conseguiu engravidar de uma menina, contrariando todas as previsões médicas.

Com a celebração, Padre Victor será o segundo beato do Sul de Minas. Em maio de 2013, Francisca de Paula de Jesus, a Nhá Chica, foi beatificada em Baependi (MG), onde passou a vida.

Esquema especial e alerta aos peregrinos
A Polícia Militar Rodoviária estará com um esquema especial para as celebrações de morte de Padre Victor em Três Pontas. Entre a manhã desta terça-feira (22) até a tarde de quarta-feira (23), a corporação estará com seu efetivo reforçado na MG-167 para auxiliar o deslocamento dos peregrinos.

Segundo o sargento da PMR, José de Assis Pereira, é preciso que os peregrinos redobrem a atenção durante o trajeto na rodovia.

“Os peregrinos precisam tomar cuidados em trechos em que o asfalto coincida em não ter acostamento. Eles também precisar andar no fluxo contrário dos veículos para que possam agir em caso de alguma emergência. Também é importante os grupos se organizarem para andar com batedores na frente e na retaguarda. Podem ser bandeiras, algo que ajude na sinalização. Como o trajeto na maior parte será feito à noite, é importante que os peregrinos utilizem roupas de cor clara”, diz o sargento.

Devido ao fluxo de peregrinos por conta das celebrações em Três Pontas, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-MG) proibiu o trânsito de veículos pesados na MG-167 de 8h de terça-feira até as 18h de quarta-feira.

Programação
23 de setembro – Quarta-feira – Dia do Padre Victor

3h30 – Procissão da Penitência: saída da Matriz Nossa Senhora Aparecida até a zona rural Faxina
4h30 – Alvorada pela Corporação Musical “Luiz Antônio Ribeiro”
6h – Missa presidida por Dom Diamantino Prata de Carvalho na Capela Santa Cruz (Capela do Padre Victor), na zona rural Faxina
9h – Missa no Parque da Mina

 

EPTV.

Compartilhe

Copyright © Guia BrasilNet - Guia BrasilNet trás Busca,Empresas,Serviços, Notícias, Humor, Dicas, Promoções, Oportunidades e Negócios de Minas Gerais