LAVRAS Dengue: Prefeitura de Lavras pede ajuda ao Exército

Leandro Moretti, o novo secretário municipal de Saúde,  solicitou ajuda ao Exército Brasileiro no socorro às vítimas da dengue em Lavras (Foto: Ascom PML, extraída do site da Prefeitura de Lavras)

Leandro Moretti, o novo secretário municipal de Saúde, solicitou ajuda ao Exército Brasileiro no socorro às vítimas da dengue em Lavras (Foto: Ascom PML, extraída do site da Prefeitura de Lavras)

As autoridades de saúde de Lavras mudaram o conceito sobre a dengue, uma epidemia que está quase que incontrolável na cidade. Até a semana passada, a dengue em Lavras era considerada como “estado de alerta”, contrariando a Organização Mundial de Saúde (OMS), que considera acima de 300 casos para cada grupo de 100 mil uma epidemia. Lavras já tem três vezes este número para um grupo de 100 mil habitantes.

Esta semana o prefeito Silas Costa Pereira nomeou para ocupar a Secretaria Municipal de Saúde, o ex-vereador Leandro Lazzarini Moretti, que entrou, segundo ele, disposto a enfrentar a dengue. Moretti anunciou que “convocou” o Exército Brasileiro para ajudar no combate a dengue, que ele mesmo já classifica como “epidemia”.

Segundo Moretti, a solicitação é para que o Exército, através da EsSA (Escola de Sargento das Armas), de Três Corações, monte em Lavras barracas de campanha para atendimento médico, visando aliviar os hospitais e o atendimento da Unidade Regional de Pronto Atendimento (Urpa), que está vivendo o caos nas últimas semanas, com dezenas de pessoas nas filas extensas, uma situação jamais vista na cidade.

Outra postura tomada pelas autoridades de saúde de Lavras foi assumir publicamente que existe um caso sendo investigado de óbito que pode ou não ser decorrente da dengue. Uma idosa que estava internada no Hospital Vaz Monteiro (HVM), com dengue, desde fevereiro, faleceu no dia 11 deste mês. Ao que parece, a Secretaria Municipal de Saúde começou a trilhar o caminho correto em casos de saúde pública: não esconder informações e nem tentar amenizar o problema, pelo menos foi essa a impressão passada pelo novo secretário municipal Leandro Moretti à emissora de televisão EPTV.

Na semana passada, a reportagem do Jornal de Lavras procurou dados sobre a dengue em Lavras na Superintendência Regional de Saúde, em Varginha, e a informação encaminhada, através de e-mail, foi de que até o dia 17, sexta-feira, Lavras tinha 857 casos confirmados de dengue e 3.140 notificações. Na semana seguinte, na terça-feira, dia 21, recebemos um e-mail da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Lavras com outros números: casos confirmados até o dia 20, eram de 855, dois a menos que a informação da Secretaria de Estado de Saúde (SES). Quanto aos casos notificados, segundo a prefeitura, eram de 2.569, mais de 570 notificações de diferença.

Hoje, sexta-feira, dia 24, a reportagem do Jornal de Lavras novamente buscou informações na SES em Varginha e recebeu os mesmos números divulgados pela prefeitura de Lavras. Reformulamos os questionamentos e falamos da diferença nos números de notificações (571 casos de diferença) e confirmados (2 casos de diferença), mas a assessoria de imprensa daquele órgão entrou em contato com a redação e informou que os números da dengue agora deverão ser procurados pelo Jornal de Lavras sempre no Serviço de Vigilância Epidemiológica, em Lavras, diretamente com a responsável Fernanda Rufini.

Em contato com Fernanda Rufini, ela disse que os dados devem ser informados pela Assessoria de Comunicação de Lavras, e não por ela. A Assessoria de Comunicação deverá passar os dados atualizados de casos de dengue em Lavras na próxima terça-feira, dia 28.

jornaldelavras.

Compartilhe

Copyright © Guia BrasilNet - Guia BrasilNet trás Busca,Empresas,Serviços, Notícias, Humor, Dicas, Promoções, Oportunidades e Negócios de Minas Gerais