SUL DE MINAS – Morador é baleado por engano pela PM na zona rural de Pouso Alegre, MG

Mais uma ação da Polícia Militar terminou com uma pessoa ferida no bairro do Algodão, na zona rural de Pouso Alegre(MG). A PM foi chamada por moradores de uma propriedade que era assaltada e quando os policiais chegaram, um carro foi visto em alta velocidade. Os policiais dispararam e atingiram por engano um homem, que foi confundido com os assaltantes.

O homem que foi atingido é sobrinho da dona da casa que estava sendo assaltada. Ele pediu para que todos ficassem dentro do imóvel enquanto fosse procurar pelos assaltantes. Mas, quando a polícia chegou, ele foi baleado confundido com os assaltantes.

“Disseram que pelo momento pensaram que eu fosse o suposto assaltante e sendo assim, me baleram o carro. Atiraram no carro seu eu ter esboçado nenhuma reação”, disse o rapaz, que não quis ser identificado.

O rapaz, de 29 anos, recebeu alta nesta terça-feira (15). O tiro que ele levou passou pela lataria do carro que ele dirigia, atravessou a perna esquerda e ficou alojado na direita.

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que uma viatura chega perto da casa. As imagens mostram que três policiais descem do carro. Depois, eles voltam para o lado da viatura. É possível ver a chegada do carro onde estava a vítima e algumas viaturas. Nesta hora, o homem já tinha sido baleado.

A polícia confirmou que o homem foi confundido com um assaltante. Ainda conforme a polícia, os militares que atiraram no motorista estão presos no batalhão da PM.

“Ele saiu de uma das residências que existem no local em alta velocidade e infelizmente, ele confundiu que os policiais eram os infratores e os policiais acharam pelas informações que tinham sido passados, que esse indivíduo era um dos infratores”, disse o tenente da PM, Juliano Ricardo Costa.

Terceiro caso em uma semana
Este foi o terceiro caso de uma pessoa baleada pela Polícia Militar em menos de uma semana no Sul de Minas. No domingo (13), também em Pouso Alegre, um homem foi atingido no ombro depois da polícia alegar que ele se recusou a descer do carro e reagiu.

O outro caso aconteceu na sexta-feira (11), em Três Corações (MG). José Ronaldo dos Santos, de 31 anos, foi baleado na cabeça por um policial militar depois de ter o carro perseguido por uma viatura. Ele continua internado em estado grave.

eptv.

Compartilhe

Copyright © Guia BrasilNet - Guia BrasilNet trás Busca,Empresas,Serviços, Notícias, Humor, Dicas, Promoções, Oportunidades e Negócios de Minas Gerais